sábado, 6 de fevereiro de 2010

TAÇA RUBRA EM FLOR...




O acalanto do murmúrio de tua voz,

povoa minha mente de fantasias

transfigurando emoções em gestos,

carícias, toques e delícias,

na bravia cavalgada em busca da paixão

além do controle e sem rédeas,

acossada pelo cavaleiro tesão.

O corpo arde em desejo,

molhado pelo suor

e adocicado pelo vinho tinto,

dessedentando tua língua voraz,

audaz na lambida...Sedenta e faminta,

excitante no silêncio da palavra rouca.

Banquete de tua fome,

cálice de tua sede,

meu sexo se abre em rubra flor...

eflúvio que esparge meu prazer na tua boca.



By Vânia Moraes


4 comentários:

Ísis disse...

lINDÍSSIMO, COMO SEMPRE!
Se me pertime colocarei lá no meu canto com seus direitos é claro!
Seu canto está de arrepiar!
beijos rosados
Ísis
PS: eu já era sua seguidora ;)

Ísis disse...

lINDÍSSIMO, COMO SEMPRE!
Se me pertime colocarei lá no meu canto com seus direitos é claro!
Seu canto está de arrepiar!
beijos rosados
Ísis
PS: eu já era sua seguidora ;)

fatti___ disse...

nossa....que delicia!..Banquete de tua fome, cálice de tua sede, meu sexo se abre em rubra flor... eflúvio que esparge meu prazer na tua boca.

adorei ler isso!

bjus suaves em ti amiga

observatory disse...

:)